Domingo, 2 de Março de 2008
mentira

Já vos disse que não suporto a mentira. É uma das minhas embirrações, chamem-me de esquisita, mas eu tinha de ter defeitos. Um deles é não gostar de gente mentirosa. E está cá a cheirar-me que me vou zangar com uma certa pessoa, mais uma vez, por causa do seu gosto pela mentira. Por favor, por amor da santa, se me mentes, ao menos quando és apanhado confessa a verdade. Porquê continuar com rodeios, porquê embelezar a coisa. Odeio essa tua faceta. Hoje fui vitima de mais uma mentira, daquelas óbvias. Gajo chegou a casa às 5 da matina... nada de anormal até aqui. À hora do almoço, quando vamos a entrar para o carro, abro a mala do carro, e que lindinho, estava lá uma prendinha da Parfois . Fiz-me de parva e perguntei se era para mim... disse-me que era da vizinha. Não de uma vizinha velha, mas da filha da vizinha velha. Pergunta descarada minha "- hummm e que está a fazer uma coisa dela no nosso carro?" , ao que me respondeu que ela lhe tinha pedido para guardar, e tentou desviar a conversa para outro lado. Eu não estava satisfeita, mas que vou eu fazer. Mas sou mulher, e caso ainda não tenham percebido, de parvas nós não temos nada. Vou para entrar no carro, e deparo com sinais óbvios de passageiros recentes no meu lado da viatura, cinza de cigarro do lado de fora do vidro. Claro que tinha mais uma perguntinha a fazer ao senhor, sabendo à partida que não tinha sido só a prendinha da vizinha que ele tinha andado a passear no carro. Claro que primeiro ele disse que ninguém tinha lá andado, mas depois olhou para mim, e como os meus lindos olhinhos não enganam ninguém, lá disse ele que deu também boleia à dita vizinha e à irmã. Acrescentando disfarçadamente que ela faz anos esta semana. Deve estará querer dizer qualquer coisa. Será que quer que eu vá escolher um perfume para lhe oferecer, ou uma lingerie? Este gajo é parvo ou faz-se? Claro que esta brincadeira toda deu bronca, mas não foi logo na hora. Fomos almoçar sossegados o arroz de tamboril na casa da mamã, e depois do alvarinho me fazer efeito, a língua soltou-se.  Perguntei à minha mamã se não me queria fazer companhia numas curtas férias em Lisboa em casa da minha amiga P . agora na P áscoa. Nós mais a miúda claro. Ele fez cara feia claro , a minha mãe disse que não podia ir, mas eu reafirmei que ia . Pois no Verão não iria ter oportunidade, por isto e por aquilo. A conversa ficou por ali. Mas o gajo no caminho para casa lembrou-se de tocar no assunto, e fez merda (desculpem o palavreado, mas eu não encontro melhor palavra para expressar o que ele fez!) Fez uma cena de perfeito opressor, dizendo que eu para Lisboa sozinha nunca iria. Ai que nervos! O gajo tá parvo ou quê?Que isso? Disse-lhe todas nas trombas, sim aquelas todas que eu tinha bem guardadinhas. Descobri então que, e anotem bem isto, e lembrem-me quando eu me esquecer, sou livre, segundo ele. Ora bem, sou livre de sair com quem quiser e as vezes que eu quiser, desde que não seja em Lisboa. Ele sabe bem que eu não tenho qualquer interesse em sair aqui, os meus amigos de infância não estão cá. Falei de injustiça, pois era incompreensível tal atitude, e até reclamei que tinha grandes amigas minhas que ainda não conheciam a minha filha, e isso era absurdo. Que eu não tinha de pagar pelo o que a outra lhe tinha feito. Era injusto! Sabem o que ele me disse?! querem saber?! Não te deixo ir para Lisboa porque sei que não voltas, porque já me disseste várias vezes que estavas arrependida de ter vindo para o pé de mim. Não te vou dar o gosto de voltares para ele... Definitivamente este gajo está ou não está a merecer um bom par de .... cornos, patins?! Ele faz isto tudo não porque me ame, ou porque sou a mãe da filha dele, mas só para não me perder para aquele de quem me ganhou. Isto é insegurança, estupidez, ignorância, parvoíce ?! Alguém me explique... Eu se fiquei com ele foi porque o amava, se ele me está a perder é porque alguma coisa está a falhar. Não seria melhor ele dedicar-se a essas falhas e tentar colmatá-las, ou é preferível aprisionar-me? Será que ele ainda não percebeu que o príncipe encantado tem meios de locomoção próprios e não é propriamente um monumento histórico plantado em plena capital? Hello ! gajo, ele move-se! (e mente-me, às vezes!)


sinto-me: enraivecida

publicado por soprodavoz às 23:41
link do post | comentar | favorito
|

9 comentários:
De xana a 3 de Março de 2008 às 00:31
Bem, o gajo pensa que é teu dono, ou lá o quê? Se tem medo de te perder devia era cuidar. Acho que ele precisa mesmo dos ditos patins, e só com um sentido nas rodas, vai..... sem volta.
É obvio, que o problema dele não é perder a mãe da filha, mas perder-te para o teu principe... mas se ele prefere ser sapo... parece-me que ele evoluiu ao contrário, de principe com o beijo virou sapo, e daqueles bem feios...
Ele não te merece, e tu mereces alguém que te ame, não um dono.
bjks


De Lil a 3 de Março de 2008 às 11:24
Pega na miuda, faz as malas e vem passar o fds a Lisboa... esse gajo ta a passar-se dos cornos!


De sarikitita a 3 de Março de 2008 às 13:40
Ele não é teu dono!!! por isso pega na fofura e ruma a lisboa e à tua felicidade!!!!
Beijocas.


De mimi a 3 de Março de 2008 às 14:55
O que ele precisa é de apanhar um grande susto. O melhor mesmo é pensares em ir a Lisboa, preparar as coisas, e dizeres-lhe simplesmente: vou sair agora para Lisboa para passar o fim de semana, xau
Bjs


De tontices a 3 de Março de 2008 às 16:45
Concordo plenamente alias isso é o que lhe digo sempre.Só precsa de dizer vou mais nada ,ele nem merece outra coisa
beijos fui


De estrelaquebrilha a 3 de Março de 2008 às 17:05
Mas vai mesmo que é para ele ter uma lição, e perceber que n manda em ti...
bj


De xanata a 3 de Março de 2008 às 18:02
isto revoltou-me! estou furiosaaa!
olha sabes o que fazia?! dizia logo.. vou pra lisboa ponto um! levo a jotinha e isto e pra nao te deixar a tratar da miuda ponto dois! volto se me apetecer ponto tres! e tu se quiseres pede o divorcio e vai goza-lo com a vizinha mais a sua lingirie! e ponto cinco da proxima vez que me passares o atestado de idiota quando chegares a casa as cinco da matina estou na cama com um gajo.. (que ha comboios e auto-estradas)!!
nao acreditas-te tanto que nao ia pra lx por que "nao deixavas" entao.. acredita agr que é isso que vai acontecer! :@
acho que devias beber mais vezes e numa dessas vezes ve se falas tanto que lhe abras os olhos de vez!


De Miss Pepper a 3 de Março de 2008 às 20:06
Espero que ele tinha lido a nossa conversa ontem.
Tenho a casa limpinha para te receber, a Jotinha tem um quartinho todo giro só para ela se quiser e ainda tem um jardim à porta para brincar à vontade. É só dizeres quando vens...

Xinhus!


De Bichana a 5 de Março de 2008 às 18:45
Atrasado mental dum raio... qualquer dia ficas insana de viveres com esse ser... Quem te avisa tua amiga é. Não come nem deixa comer, 'DASSE!
Desculpa o comentário, fiquei azeda.


Comentar post

.mais sobre mim
.Maio 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. continuo a soprar...

. não há limites

. fechado!

. tasse bem... ou pensamos ...

. vergonha de mim

. duvidas

. santas páscoas

. noticias do cativeiro

. reconstrução

. a culpada

.arquivos

. Maio 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

.fala comigo
.links
.pesquisar
 
.sopros online
   
blogs SAPO
.subscrever feeds