Quarta-feira, 26 de Março de 2008
fechado!

Acho que já toda a gente se apercebeu que este espaço deixou de ser meu. Por essa razão e por mais milhentas delas ele acaba aqui. Qerem que me cale eu calo-me. No inicio do Blog da existência eu escrevi um poema em que me referia à minha vontade de escrever, e à castração que sofria. Leu mas não percebeu, e continua.

Não houve pretensões que alguma vez isto fosse visto como uma novela da vida real, mas apenas as minhas divagações enquanto pessoa que gosta de escrever. As duvidas que os meus posts vos suscitam não têm de ser esclarecidas , isso era saberem da minha vida tanto como eu, e isso nunca foi a minha ideia. Quanto ao facto de alguém se sentir enxovalhado com as minhas palavras, é um problema só dele. Um problema de memória aliada a uma grande covardia em assumir os seus erros. Contigo a culpa morrerá solteira, assim será feita a tua vontade. Descobri de forma fantástica que a culpa do aquecimento global do planeta até minha é. Coisas fantásticas que eu descubro. Mas sabem, para quem acha que a culpa é minha, e quem tão sabiamente diz que vive casamentos de sonho e que a sensibilidade da mulher acima da média, apenas lhe tenho a dizer, que é igual ao G. Pois meu caro mulher que é mulher, que leu o que eu escrevi, e acha que eu procedi mal e defende o meu marido, isso não é mulher, é algo moldado por si também. Mas sabem, nem sequer vou entrar por aí. Tudo o que aconteceu, foi apenas fruto de uma cabeça doente, que o seu objectivo é pôr-me doente também. Descobri que sou mesmo tua "propridade", mas os meus amigos, definitivamente são meus, e a esses não tinhas o direito de invadir o que quer que fosse. E sabes bem disso! Mas isso contigo é chover no molhado!

Amigos as coisas ficam por aqui, declaro encerrada a sessão, infelizmente. O que a vida me reserva não sei, mas acho que a minha vida não passa mesmo por esta relação. Mas o futuro o dirá.

Beijinhos a todos!


sinto-me: fechada
tags:

publicado por soprodavoz às 10:45
link do post | comentar | favorito

24 comentários:
De MissPiggy a 26 de Março de 2008 às 18:29
As tuas palavras são pequenos sopros da tua voz...
Apenas querem ser ouvidos...
Sáo pequenos pedidos de ajuda...
Querias apenas...soprar ao ouvido...
Desejar que um dia ouvissem as tuas palavras...
Não sentiste a tempestade provocada pelos teus eternos sopros...e foste engolida...
Afasta as nuvens negras que pairam sobre ti...e sente o calor do sol...
E continua...no Sopro da Voz...

A vida é muito veloz...faz-nos ir do céu ao inferno numa questão de segundos...
(Paulo Coelho)




De Alvaro Moreira a 26 de Março de 2008 às 20:06
Li e reli os comentários que aqui deixei e tenho que lhe pedir desculpa se me expliquei mal. Nunca poderia defender um marido que constantemente deixa a mulher sozinha, que não a faz sentir amada, que lhe revista a mala, que lhe controla o telefone, que a impede de falar com os amigos ou a massacra seja com o que for. Pelo contrário! Mesmo que inconscientes são atitudes que podem ser classificadas como violência psicológica! O meu comentário não tinha qualquer intenção de a considerar culpada fosse do que fosse, Aliás, apressei-me a responder ao comentário do seu marido dizendo-lhe isso mesmo: numa relação a culpa quase nunca é solteira! A minha mulher, antes de nos casarmos, viveu uma relação semelhante à sua. Largou tudo para seguir aquele que pensava ser o grande amor da sua vida e quando deu por ela estava num outro país, longe da família, com 2 crianças pequenas, e nas mãos de um homem tão ciumento que inclusivamente lhe batia. E tudo começou com pequeninas coisas como deixá-la sozinha, revistar-lhe a mala ou controlar-lhe o dinheiro. Ainda hoje ela assume a culpa por nunca se ter revoltado com a situação e por isso, como deve calcular, tanto ela como eu entendemos muito bem o que sente. Como já aqui foi dito ninguém tem o direito de a julgar. Mas foi a Sopro que abriu essa porta.

Se achar que o seu casamento vale a pena ser salvo, lute por isso. Exija o respeito que merece. Se não se entenderem, partam para uma nova vida. Não tome(m) decisões a quente, deixe(m) arrefecer os ânimos. Você está magoada mas ele também está. Sentem-se os dois injustiçados e terão que ser muito mais cuidadosos no que dizem e no que fazem. É apenas natural o que estão a sentir e, na minha modesta opinião, é também sinal que se amam. Não abandone o blog, crie novos blogs. Um para contar histórias, outro para publicar poesia, outro para mostrar os templates que sabe fazer ou até, como já foi sugerido, um com o seu marido, para falarem do vosso amor. Não foi ele que um dia lhe sugeriu que escrevesse sobre a terra onde vivem? Porque não? A sua visão de citadina poderia ser bastante interessante! E se for essencial (é mesmo???) escrever algo que ele não possa ler, crie um blog por convite (não sei se é possível no Sapo, mas no Blogger é). Lute pela sua felicidade sem se expor (a si e aos seus) na praça pública.

Espero que entenda este comentário que aqui lhe deixo. Fui mencionado no seu texto e achei que o devia fazer, mas as minhas intromissões ficam por aqui. Desejo, mais uma vez, felicidades aos dois e à vossa pequenita. E espero (esperamos!), sinceramente, que consigam a paz que agora vos falta. Não é preciso muito: compreensão, diálogo e carinho.
Um abraço
moreira.alvaro@hotmail.com


De Loura Decidida a 26 de Março de 2008 às 21:07
Hum como eu te compreendo nisto tudo!
O blog era a tua liberdade e agora esta violada.
Vou sentir muito a tua falta!
G lute pela mulher que tem, nunca se esqueça que quando estamos magoados dizemos ou escrevemos coisas injusta.
Um beiho


De hego a 26 de Março de 2008 às 23:26
sopro, é com muita pena que leio este post...~
tenho estado com uns problemas no pc, e quando aqui chego vejo sto..~
nao o faças!
adoro a tua escrita e os teus posts servem para os teus desabfos e ningue tem nada a aver com isso!!!
Volta! Mesmo com utro pseudonimo seras sempre tu!!!!
Beijocas.


De xana a 27 de Março de 2008 às 00:15
Fiques ou partas, esterei sempre no meu "estaminé", tal como tu a "viver" da escrita. Não consigo viver sem escrever, é como se fosse uma extensão de mim mesma. Daí que entendo o que sentes ao veres-te sem aquilo que te faz sentir alguma alegria. Cria um novo espaço, onde possas dar asas á tua escrita, mas nunca deixes de escrever, mesmo que o faças só para ti.
Beijo grande, e no meu estaminé terás sempre a porta aberta para comentar, enviar msg, o que queiras.


De c911eutopias a 27 de Março de 2008 às 18:42
Para ti sopro, não deixes de escrever........... a escrita são as tuas assas, não te limites a ficar na gaiola...............por mais dourada que ela seja.
Para o G [>;P] , mas boa sorte para o resto do caminho com a sopro. E por muito boa que tenha sido a sua intenção em vir ao blog escrever, não o devia ter feito, a coisas que não devem vir a publico.............mas admito que teve de ter coragem para vir aqui............. mesmo da forma errada. Entenda a sopro é um nick , vinha aqui desabafar nada mais, quando o g aqui entrou isto virou uma novela. Se priva tanto a sua privacidade e gosta da sopro, em vez de andar aqui a dizer que a ama, diga isso em privado e admita que errou. Não aqui, mas em privado.


De mariadomar a 27 de Março de 2008 às 22:08
Esta tua decisão não foi surpresa para mim. Deves fazer aquilo que achares melhor. No entanto, se resolveres voltar talvez com outro nome?) espero que me avises. Beijinhos e até breve (espero eu)


De Sosuzy a 28 de Março de 2008 às 01:01
Não desistas! Volta...


De mimi a 28 de Março de 2008 às 09:22
Tenh-te lido com atenção durante estes últimos acontecimentos e não comentei nunca, porque achei que era um assunto demasiado pessoal para isso, mas hj fui impelida a dizer umas palavras: Concordo com qs todos aqueles que aqui te deixaram comentários, acho que não deves deixar de escrever, aqui ou com outro nome, ou até num blog secreto que só lê quem for convidado. Sempre gostei muito de te ler, seja sobre a tua vida privada, seja sobre outro assunto qualquer. Desejo-te as maiores felicidades do mundo e até qualquer dia. Bjs


De divaegugas a 2 de Abril de 2008 às 15:10
Ai o caraças...mas cada vez que estou uma semana sem vir ao teu blog o sacaninha fecha????? Não me digas que sou eu que sou agoirenta???????????Livra

Abre la outro com outro nome fa favo


Comentar post

.mais sobre mim
.Maio 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. continuo a soprar...

. não há limites

. fechado!

. tasse bem... ou pensamos ...

. vergonha de mim

. duvidas

. santas páscoas

. noticias do cativeiro

. reconstrução

. a culpada

.arquivos

. Maio 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

.links
.pesquisar
 
blogs SAPO
.subscrever feeds